quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

A importância do contexto


A língua humana precisa de contexto para que o interlocutor* compreenda a mensagem de um locutor** da maneira em que este deseja ser compreendido. Ou seja, se o locutor diz "manga" (de camisa), o interlocutor deve entender "manga" (de camisa) e não "manga" (fruta).

Aliás, quando escrevi "(de camisa)" e "(fruta)", ofereci contexto. Num bate-papo cara a cara (texto oral), o contexto pode ser o dedo indicador apontando para um objeto ou alguém mostrando o objeto seguido de uma pergunta ou um olhar e assim vai. Num texto escrito, o desafio é fornecer todos os elementos de contexto de maneira concisa e que o interlocutor compreenda. Às vezes, nos irritamos quando alguém não entende o que dizemos ou escrevemos, mas não devemos nos irritar; na verdade, devemos escrever de outra forma: usar sinônimos, trocar a ordem das frases; se tiver tempo, pedir a alguém para ler o seu texto.

Como tradutor, uma simples lista de itens aleatórios se torna uma tarefa bem árdua. A falta de um contexto me deixa com muito mais dúvidas comparado a um texto completo, devidamente contextualizado. Ter dúvidas significa mais perda de tempo em pesquisa, alterações do que já traduzi, inclusive abre espaço para imaginar o que poderia ser e que nem sempre é.

Pois bem, em ficção a imaginação tem papel fundamental, e nem preciso explicar porquê. Já no mundo real, a imaginação engendrada pela falta de um contexto é bastante perigosa.

A língua precisa de um contexto, mas…


Nas redes sociais, ficou normal descontextualizar informações do mundo real. E, pior que isso, ficou normal recontextualizar uma fala ou pensamento: o efeito disso é a deturpação do sentido do que foi dito.

É normal entender errado o que nos foi dito. Também é normal não entender e pedir uma nova explicação. Estranho é deliberadamente extrair um trecho de seu contexto e lhe dar novo significado, geralmente, deturpando o que o locutor disse. Não sei o que motiva uma pessoa ou um grupo a mudar o sentido de uma fala, pensamento, ideia ou conteúdo. O que sei é que isso é desinformar, enganar.

Por isso, se sua índole é boa, pergunte-se sempre qual é o contexto antes de compartilhar. Desconfie dos trechos, fora de contexto não significam nada; pior, desinformam e enganam. Se sua índole é boa, veja ou leia o conteúdo inteiro de onde o trecho foi retirado e informe as outras pessoas se houve deturpação do conteúdo inteiro.

* é aquele ou aquela que ouve, lê, etc., uma mensagem emitida pelo locutor.
** é aquele ou aquela que fala, escreve, etc., uma mensagem para o interlocutor.

0 Read More »

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Serial

0
Serial é o nome de uma série de histórias reais contadas por Sarah Koenig. Trata-se de um podcast ou um programa de rádio transmitido pela internet e, como sempre, o encontrei depois de uma rápida pesquisa no DuckDuckGo... é o tipo de coisa que gosto de fazer quando tenho tempo, me entreter ouvindo podcasts em inglês ou francês e, de vez em quando, transcrever alguns deles...

Clique no link e ouça >> serialpodcast.org
Read More »

terça-feira, 14 de abril de 2015

Minha sala de aula é na internet...

0




Já escrevi sobre o benefício de ouvir podcasts para aprender ou praticar língua estrangeira. A internet tem bastante material para quem deseja iniciar ou prosseguir sozinho, então basta dedicação e organização.
Um exemplo de material – diga-se de passagem, de qualidade – é o canal Rachel's English no YouTube. No vídeo (The I'M GONNA Reduction -- American English Pronunciation) abaixo, ela ensina que, no inglês americano, a forma "I am going to", que pode contrair para "I'm gonna to", também pode, na língua falada, reduzir para "Imuna" e até "muna"!
Bom estudo!!!






Read More »

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Novidade no IATE!

0


O IATE é excelente!

Sempre pensei em como seria bom se as palavras dele aparecessem diretamente na minha CAT, sem ter de perder tempo digitando no navegador...
Mais recentemente...

O IATE liberou junto com o arquivo ZIP do banco de dados um pequeno extrator, assim vamos poder extrair um glossário ou TB (Term Base) dos termos dos idiomas e áreas que nos interessam.

Bem melhor que antes,

quando o IATE tinha liberado somente o arquivo ZIP sem o extrator, o que dificultava DEMAIS (!) a extração. Até achei um site que ensina como extrair!

Para ir direto para a página de download do IATE, clique no link >> http://iate.europa.eu/tbxPageDownload.do

Fiz um printscreen

do resultado do meu MemoQ, olha que legal:

O nome "IATE_TB_Finances-All-Languages" foi o nome que dei ao Term Base. "All languages" é porque configuro um TB para guardar todos os idiomas para que apareçam os resultados dos outros idiomas, além de evitar ter vários TBs. No caso da imagem acima, usando o extrator do IATE, exportei um glossário da área chamada "Finanças" para os idiomas francês, inglês, português e espanhol.

No entanto...

É importante lembrar que é necessário atualizar o seu TB de tempos em tempos, uma vez que o IATE é atualizado constantemente.

========================
DMF = Daniel Mendes Fernandes
www.dmftradutor.com
========================

Read More »

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Extra term in target segment (code 03092)

0

Print do problema

Depois de alterar algumas opções do meu MemoQ, comecei a receber um aviso: Extra term in target segment under code 03092. Mais estranho que isso foi não ter conseguido encontrar uma linha sequer na internet sobre esse problema. Para descobrir com resolvê-lo, segui um antigo procedimento... alterei as configurações de volta para o que era antes de começar a receber o aviso.

O motivo de você estar recebendo esse aviso está aqui:


Isso acontece porque a opção Target to source está selecionada. Selecione a opção logo acima Source to target para se livrar dos avisos.

Para abrir a janela Edit QA Settings, clique na aba Project home, depois clique na opção Settings. À direita, abaixo de Settings, clique na terceira opção cujo nome é QA Settings, clique com o botão direito na linha selecionada (a que você provavelmente modificou) e selecione Edit.

Boa sorte!

Read More »

Extra term in target segment (code 03092)

0

Issue's screenshot

After changing some of my MemoQ settings, I started to get this annoying warning: Extra term in target segment under code 03092. Stranger than that was not finding one single line on the internet on this issue. To find out how to fix it, I followed and "old school" trick... I changed my settings back to what it was before it started to warn.

The reason why you are being warned is this:


It happens because the option Target to source is selected. Select the option just above Source to target to get rid of this warning.

To open the window Edit QA Settings, click on the tab Project home, then click on the option Settings. On the right, under Settings, click on the third option called QA Settings, right-click on the selected line (the one you probably changed) and chose Edit.

Good luck!


Read More »

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Matériel roulant: material rolante ou material rodante?

0

Quem traduz do francês para o português documentos da área de ferrovias pode esbarrar no termo francês "matériel roulant" (em inglês é "rolling stock"). Como traduzir esse termo? "Material rolante" ou "material rodante"? No Proz, é possível encontrar as duas traduções. Porém, lembro de já ter visto "material rodante" escrito em alguma placa ou aviso no metrô do Rio de Janeiro. Mas é difícil de justificar essa escolha só em uma lembrança. Portanto, quando tenho uma dúvida assim, recorro ao Google para me ajudar a decidir qual termo usar; mas escrevo aqui uma forma mais inteligente de usar o Google a nosso favor, tradutores.

Para ajudar na decisão, é possível visitarmos sites de companhias como a SuperViaMetrôRio ou Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e usarmos o campo de busca no site para procurarmos o termo. Mas visitar cada site apenas para procurar um termo é contraprodutivo, torna o trabalho demasiado lento. Portanto, indo direto ao assunto, descrevo abaixo os passos para economizar tempo nas buscas:

1. Entre no Google
2. Com base na fórmula:
[termo] site:[endereço do site da companhia]
escreva no campo de busca, por exemplo:
material rodante site:supervia.com.br
Veja o resultado:

9 resultados em 23/11/2014

Por outro lado, se digitar "material rolante":

0 resultado em 23/11/2014
Esse "macete" pode ser feito com qualquer termo em qualquer site. Também é possível forçar a busca só em sites terminados em ".br", basta escrever "site:.br". Por outro lado, se escrevermos "site:.com.br" excluiremos sites ".gov.br", ".edu.br", etc. Devemos estar atentos a isso... Mas só o fato de podermos reduzir a busca a um único site é excelente!

Abraços! Bom uso!
Read More »